O cordel encantado de Lirinha

José Paes de Lira, o Lirinha, num poema-resposta encantador

O poeta, inventor de ritmos, declamador, cantor e compositor José Paes de Lira, o Lirinha, dispensa qualquer apresentação – mesmo que uma de suas marcas seja a criação, com um grupo de amigos pernambucanos, da banda Cordel do Fogo Encantado.

O resto é chover no molhado: ele domina como poucos a inspiradora tarefa dos declamadores sob o signo de uma nordestinidade marcante. Parece que você é levado a Arcoverde, no sertão de Pernambuco, e é apresentado a tudo o que ele descreve e fala.

No vídeo, Lirinha criou um poema-resposta para um poeta popular que não queria ser visto como poeta – o célebre Manoel Filó. A criação, chamada Noite, passeia por inúmeras possibilidades que a escuridão pode abrir. Ele termina o vídeo, na segunda parte, fazendo reflexões sobre seu trabalho e vivências.

Uma aula de simplicidade e de engenharia poética que engrandece o cordel, cantado, encantado!

Um comentário sobre “O cordel encantado de Lirinha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s