O estalo de Vieira

Foto por MART PRODUCTION em Pexels.com Por Belmires Soles Ribeiro * A expressão "O estalo de Vieira" foi muito popular em gerações passadas, principalmente no Nordeste brasileiro, a significar o indivíduo obtuso, de limitada inteligência, com dificuldades na aprendizagem, mas com grande dedicação ao estudo que, num átimo, sem explicação plausível, numa espécie de epifania, e após sentir um estalo na … Continue lendo O estalo de Vieira

Um fio contemporâneo em Chapeuzinho Vermelho

Reprodução da capa do meu terceiro livro/Ilustrado por Altemar Domingos A história de Chapeuzinho Vermelho atravessou os séculos, desde a tradição oral entre os camponeses medievais, até ganhar as versões clássicas que conhecemos nas recontagens escritas e popularizadas por Charles Perrault e pelos Irmãos Grimm – entre o final do século 17 e o começo … Continue lendo Um fio contemporâneo em Chapeuzinho Vermelho

O livro que é um ‘filho’ da pandemia

Recorte de ilustração criada por Altemar Domingos Os sucessivos períodos de recolhimento impostos pela pandemia mexeram com a vida de todo mundo. Cada pessoa tem uma experiência própria - ou vivida em grupos reduzidos - para contar, seja de puro isolamento, distanciamento, trabalho 'forçado' pela condição ou natureza da atividade exercida ou a maneira como … Continue lendo O livro que é um ‘filho’ da pandemia

O universo humano na crítica mordaz de Jonathan Swift

O escritor irlandês Jonathan Swift deixou o mundo no dia 19 de outubro de 1745, mas a visão crítica sobre o universo humano nunca foi a mesma desde que seu livro mais famoso - As viagens de Gulliver - espalhou um pensamento pessimista sobre o comportamento social - notadamente entre os ingleses do seu tempo. … Continue lendo O universo humano na crítica mordaz de Jonathan Swift

Os romances sem heróis de John Williams

A matéria-prima para a construção dos personagens centrais dos romances Butcher's Crossing (1960) e Stoner (1965), de John Williams (1922-1994) - editados no Brasil pela Rádio Londres -, foi o sofrimento. Um tipo de literatura que envolveu fases da vida do autor, situações familiares e profissionais que pareciam incontornáveis e, ao mesmo tempo, o triunfo … Continue lendo Os romances sem heróis de John Williams

A alma das bibliotecas de Manguel

Livro do argentino Alberto Manguel/Companhia das Letras O escritor argentino Jorge Luís Borges cunhou uma frase reproduzida em vários lugares do mundo sobre seu amor incondicional aos livros, às livrarias e - por extensão - às bibliotecas. Disse Borges: “Sempre imaginei que o paraíso fosse uma espécie de livraria”. Quem refez esse caminho, na condição … Continue lendo A alma das bibliotecas de Manguel

Duas metáforas atuais da leitura e do poder em Calvino

Encontro lendário entre Calvino e Borges/Reprodução O livro Um General na Biblioteca, de Italo Calvino, reúne 32 contos do escritor italiano criados entre 1943 e 1984, mas duas dessas narrativas merecem um olhar mais aproximado pela sua atualidade e insistente repetição histórica. Se revezam no tempo e no espaço onde ocorrem, inclusive no Brasil varonil. … Continue lendo Duas metáforas atuais da leitura e do poder em Calvino