OUTRAS PUBLICAÇÕES

Aqui são postados artigos e publicações anteriores a este site, com destaque para matérias relativas aos lançamentos já realizados dos livros, além de comentários e reflexões que postei ao longo dos últimos anos.

MUNDO DE LOBATO

Em dezembro de 2020 o conto “A Menina do Narizinho Arrebitado”, de Monteiro Lobato, completou 100 anos. A história deu origem à série Sítio do Picapau Amarelo. As aventuras de Narizinho, Pedrinho, Emília, Visconde, Dona Benta,Tia Nastácia, Tio Barnabé, Cuca, do Saci e de tantas criaturas fantásticas foram escritas entre 1920 e 1947.

Aprender com o que interessa aos pequenos

   

Por Djair Galvão – 20/12/2005

Educadores, pais e todos aqueles que lidam com o universo infantil, no mínimo suspeitam que uma revolução linguística se processa na garotada de alguns anos para cá. Não precisa ser estudioso do assunto para perceber que um conjunto de nomes estranhos foi incorporado ao vocabulário deles – os exemplos vão desde o clássico mundo de Harry Potter aos robôs montados com peças Lego do desenho Bionicle. Claro que a fantástica saga criada por J.R.R. Tolkien, da célebre trilogia O Senhor dos Anéis, não ficaria fora dessa sequência de expansão linguística que há anos está a caminho em nossas casas, nas escolas e no mundo infantil e adolescente.

    Quem vê nessa verdadeira invasão linguística um problema ou algum tipo de atraso, está realmente perdendo uma oportunidade de entender como o processo pedagógico pode se apropriar dessa ferramenta – a expansão vocabular – para aumentar o interesse dos pequenos pelo aprendizado. Aliás, qualquer pessoa minimamente familiarizada com os processos de ensino e aprendizagem sabe que se aprende aquilo que interessa. Não é à toa que encontramos no Brasil pessoas com larga carga de conhecimentos sobre futebol – uns dissertam longamente sobre times, jogadores e gols ocorridos há anos. O que interessa, sabemos, fica.

Portanto, se o seu filho anda falando demais em elfos, hobits, dragões, escolas de magia, vassouras Nimbus, mutantes como os da saga X-Men e tantos outros, não estranhe. O ideal é se aproximar desse mundo e teremos à mão uma chance de utilizar esse linguajar para aumentar o interesse deles por outras linguagens, as mais tradicionais dos livros e dicionários.

    Vakama, Makuta, Toa Hordika, Nokama, Matau, Metro Nui e tantos outros que compõem o universo do desenho futurista de Bionicle fazem companhia a nomes como Hogwarts, Azkaban, Pedra Filosofal, Valdemort e, claro, os Potter e seus amigos.

Aprender esses e outros nomes é importante para ter o que conversar com eles, além de ser uma oportunidade de abrir caminhos para aumentar o interesse deles por coisas que farão parte das suas vidas de adultos.

    Afinal, a ideia de que as crianças aprendem brincando não foi mera teoria que os especialistas em educação vêm repetindo há décadas. E vale lembrar que quem tem alguma ligação com a educação e o conhecimento não deve fazer de conta que não tem mais o que aprender. Quem leciona tem obrigação, sim, de se inteirar desse mundo que não tem volta, pode nunca ir parar nos livros didáticos, mas que já está na cabeça deles há tempos.

LIVROS NA MÍDIA E LANÇAMENTOS

1. Bariri (SP) recebe autor com projeto sobre inclusão utilizando o livro

Site do município destaca visita do autor de O Saci de Duas Pernas. Livro serviu de suporte a projeto que discute inclusão na escola. Veja a matéria AQUI.

2. Votuporanga (SP) usa O Saci de Duas Pernas com o “Escritor na Escola”

Portal Votunews, de Votuporanga, destaca ação da Secretaria de Educação do Município, que adotou o livro O Saci de Duas Pernas para integrar leitura e visita do autor. Clique AQUI.

3. Resende (RJ) adota livro do autor para valorização de pessoas com deficiência

Prefeitura de Resende, no sul fluminense, adotou o livro O Saci de Duas Pernas em ação que reuniu mais de 300 professores em palestra com presença do autor. Evento ocorreu na Semana de Valorização das Pessoas com Deficiência. Veja notícia no portal do município clicando neste LINK.

4. Escritor é entrevistado pela equipe do Portal Inclusive

Uma entrevista concedida pelo escritor Djair Galvão ao Portal Inclusive, com matérias voltadas à temática da inclusão. Leia AQUI a entrevista postada no portal deles.

5. Dois artigos do escritor na edição on-line da Revista Pais & Filhos

Leia o primeiro artigo AQUI. E o segundo artigo clicando neste LINK.

6. Lançamento do livro é destaque em portal do RN

O portal NoMinuto, de Natal (RN), destacou o lançamento do livro O Saci de Duas Pernas na capital potiguar. Veja a notícia CLICANDO AQUI.

7. Livro é citado em sentença de juíza do TRT-DF

Trecho do livro O Saci de Duas Pernas integrou sentença prolatada por uma juíza do Tribunal Regional do Trabalho do Distrito Federal. A informação é do portal JusBrasil. Veja AQUI.

8. Sobre o ancestral indígena do Saci

Matéria de 2008 que publiquei no blog da Editora Palhação Azul fala da ancestralidade indígena do Saci, principal personagem do meu livro O Saci de Duas Pernas. Veja AQUI como era o Saci Indígena.

ACESSE PUBLICAÇÕES MAIS RECENTES

Anne Frank

Por Belmires Soles Ribeiro * Ninguém dotado de um mínimo de sensibilidade consegue conhecer a história da menina judia Anne Frank sem se comover e se maravilhar com a genialidade daquela mocinha, que permaneceu tão pouco tempo entre nós. Ela e seus pais moravam na Holanda, numa família de classe média, durante a Segunda Guerra … Continue lendo Anne Frank

Quando a hiperprodutividade e a competição exacerbada nos consomem

Não é de hoje que o mundo do trabalho, a área de recursos humanos, o ambiente acadêmico, os economistas, os governos e as corporações discutem a temática da produtividade e a necessidade crescente de que siga aumentando. Isso porque esta seria o elemento central dos processos de qualificação/otimização da mão de obra, que agregaria mais … Continue lendo Quando a hiperprodutividade e a competição exacerbada nos consomem

Pollan e a abordagem corajosa acerca dos efeitos, controvérsias e estudos contemporâneos com as substâncias ‘psicodélicas’

O jornalista, escritor, pesquisador e professor Michael Pollan, de 65 anos, realizou, diante das câmeras, diversos experimentos com substâncias psicoativas proibidas ao redor do mundo – as chamadas ´drogas psicodélicas’ -, como LSD, Psilocibina, MDMA (Ecstasy) e Mescalina. Seu roteiro investigativo, desta vez, é parte de uma minissérie na plataforma Netflix, adaptada do seu livro, … Continue lendo Pollan e a abordagem corajosa acerca dos efeitos, controvérsias e estudos contemporâneos com as substâncias ‘psicodélicas’

Um filme sobre a luta pela vida na comunidade, mas sem os clichês da periferia

O filme Barba, Cabelo e Bigode (Netflix, 2022) é uma dessas raridades do cinema brasileiro da atualidade quando o assunto é periferia por um motivo prático: foge de todos os clichês ligados a personagens que moram fora do circuito Zona Sul do Rio de Janeiro – no caso o bairro da Penha. O roteiro passeia … Continue lendo Um filme sobre a luta pela vida na comunidade, mas sem os clichês da periferia

As reflexões de mundo entremeadas de humildade no universo de Gilberto Gil

O cantor e compositor Gilberto Gil garante ter-se tornado uma pessoa redundante e repetitiva, que passou a circular por um universo restrito de pensamentos, elaborações musicais e intelectuais. É por esse caminho que ele inicia a entrevista concedida ao ator e diretor de cinema Lázaro Ramos, postada na plataforma Amazon Music – com duração de … Continue lendo As reflexões de mundo entremeadas de humildade no universo de Gilberto Gil

A transversalidade da liberdade infantil e outros temas em “Pequena Mamãe”

A diretora de cinema Céline Sciamma subverteu códigos de tratamento dispensados a crianças no filme Pequena Mamãe, produção francesa lançada em 2022, ao usar, de modo deliberado, elementos típicos da transversalidade. A história das meninas Nelly e Marion, ambas de 8 anos, fala de uma liberdade negada à infância, cuja tutela adulta existe mais para … Continue lendo A transversalidade da liberdade infantil e outros temas em “Pequena Mamãe”

De volta às escolas

A cobertura vacinal me permite voltar a investir numa atividade que, penso, deveria ser a base do trabalho de todo escritor que não tem como meta a fama, mas ver sua obra conhecida por novos leitores e leitoras. Foi pensando nisso que me programei para voltar a lugares onde trabalhei (ou conheci), anos atrás, quando … Continue lendo De volta às escolas

Mente, olhos, ouvidos e boca viraram essência da vida de artista plástica

A história da paulista Eliana Zagui, contada no monólogo A Valsa de Lili, vai muito além de comover as pessoas que foram ao teatro ver o espetáculo numa das várias montagens feitas a partir do texto de Aimar Labaki. A intepretação da atriz Débora Duboc faz o espectador percorrer a infância da menina que veio … Continue lendo Mente, olhos, ouvidos e boca viraram essência da vida de artista plástica

O grito da Amazônia pelas lentes de Sebastião Salgado

Ilustração do Bioma Amazônico com terras indígenas fotografadas por Sebastião Salgado/Reprodução O premiado fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado reuniu sete anos de trabalho em diferentes pontos do Bioma Amazônico brasileiro para montar a exposição Amazônia, em cartaz até 31 de julho deste ano no Sesc Pompeia, em São Paulo (veja programação aqui). Com curadoria de Lélia … Continue lendo O grito da Amazônia pelas lentes de Sebastião Salgado

Um filme-manifesto distópico sobre racismo estrutural no Brasil

O ideal é entrar no cinema para assistir ao filme Medida Provisória (2022), do diretor Lázaro Ramos, sem ter muitas informações a respeito da história. A intenção é ver a frio a proposta que a película traz: usar a distopia para escancarar um manifesto na tela sobre violência racial e suas entranhas nos diversos sistemas … Continue lendo Um filme-manifesto distópico sobre racismo estrutural no Brasil

Carregando…

Ocorreu um erro. Atualize a página e/ou tente novamente.


Siga meu blog

Receba novos conteúdos na sua caixa de entrada.